• Ter um cãozinho no lar o torna mais aconchegante e alegre. Afinal, quem não se derrete ao ver um bichinho? Para quem tem filhos pequenos, os benefícios são ainda maiores, pois eles aprendem desde cedo a respeitar os animais. Porém, há limitações quando se mora em um prédio de apartamentos.

    Tal fato se deve ao tamanho dos ambientes, que muitas vezes são reduzidos e fechados. Isso influencia na adaptação do cão. Além disso, o silêncio e o sossego são fundamentais quando se mora em um edifício.

    Assim, é preciso que a personalidade do bicho seja tranquila, ou o animal seja adestrado, para evitar problemas com os vizinhos. Também é necessário tomar alguns cuidados, para manter a residência sempre limpa e o animal viver bem.

    Para ajudar na escolha do seu bichinho de estimação, listamos as 6 melhores raças de cachorro para apartamento. Confira quais são elas!

    Quais são as melhores raças de cachorro para apartamento?

    Analisando o perfil de cada raça de cachorro, é possível, sim, identificar as que melhor se adaptam a um apartamento. No geral, é preciso que o animal seja dócil, de porte pequeno e não tenha o costume de latir muito. A escolha, no entanto, dependerá do perfil da família e de seus interesses. Saiba mais!

    1. Shih-tzu

    Essa raça, característica por seus pelos longos, é excelente para quem mora em apartamento por ser de tamanho pequeno. Os Shih-tzu podem chegar até 30 cm apenas. No entanto, é preciso ter cuidado com a pelagem, pois ela embola facilmente. A tosa frequente pode ajudar nisso.

    Além disso, eles costumam latir pouco, evitando incômodo aos donos e aos vizinhos. Outra vantagem é que esses cães ficam bem sozinhos, ou seja, sem a presença dos donos, e não precisam de muito espaço. Eles são muito dóceis também.

    2. Yorkshire

    Muito comum nos lares brasileiros, o Yorkshire é um cãozinho de porte pequeno, chegando a, no máximo, 20 cm. Ele gosta de brincar, é muito inteligente e companheiro. Uma desvantagem, porém, é que essa raça late bastante, mas nada que não possa ser resolvido com um bom adestramento.

    Essa raça é uma boa opção para pessoas alérgicas, uma vez que a pelagem se parece bastante com o cabelo humano. No entanto, os seus longos pelos exigem um pouco de cuidado, como escovação, tosa e banho constantes.

    3. Buldogue Inglês

    Ele é bastante companheiro e tranquilo, ou seja, excelente para apartamento. A sua pelagem é curta, não sendo necessário tosar. O Buldogue Inglês também é bastante afetuoso, excelente para conviver com crianças.

    Por outro lado, um ponto negativo é que ele pode apresentar problemas respiratórios e oculares, em razão do formato de seu crânio. Portanto, é preciso ter atenção e levá-lo ao veterinário regularmente.

    4. Pug

    O Pug é outro cão que exige um pouco mais de cuidados em relação à saúde, também devido a problemas respiratórios e oculares. Afinal, a formação de seu crânio gera uma compressão maior nessas áreas. Ainda assim, ele é uma boa opção para apartamentos.

    Isso porque ele é bastante silencioso. O carinho por seus donos também é uma característica da raça, já que o Pug é muito sociável. Tal perfil é ótimo para crianças, mas é preciso dar atenção a ele, pois é bastante dependente. Outra característica é que ele costuma soltar bastante pelo.

    5. Spitz Alemão

    O Spitz Alemão é um bichinho peludo que atrai a atenção da garotada. Embora não precise de tosa, a sua pelagem exige que seja escovada diariamente. Ele é inteligente e bastante agitado. No entanto, também por isso late bastante, o que exige adestramento.

    O treinamento também é importante devido ao fato de a raça ter um perfil possessivo. Dessa maneira, eles são bastante fieis ao dono, mas, por isso mesmo, são também ciumentos e de difícil socialização com pessoas estranhas.

    6. Maltês

    Essa “bolinha de pelos” branca encanta e é também bastante adaptada a ambientes fechados e pequenos. O Maltês tem porte pequeno, chegando a 25 cm. Ainda, ele é muito ativo e adora brincar, sendo uma boa companhia para os filhos pequenos.

    O seu pelo mais alongado exige cuidados como escovação e tosa. Ele é companheiro e afetuoso, adaptando-se facilmente ao perfil do seu dono, só que tem uma personalidade que dificulta um pouco o adestramento.

    Quais são os cuidados necessários com o cachorro em apartamento?

    Por tratar-se de um ambiente fechado e nem sempre tão amplo, ter cachorro em apartamento gera algumas responsabilidades para os donos. Elas envolvem tanto a higiene e a saúde quanto o próprio bem-estar do bichinho. Entenda melhor.

    Higiene do pet

    Pelo fato de ele estar sempre bem próximo aos moradores do apartamento, a falta de higiene do cão pode causar transtornos, como o mau-cheiro e até mesmo algumas doenças. Por isso, mantê-lo sempre limpo e tosado é fundamental.

    Então, ao escolher o seu pet, adote o hábito de dar banho ou levá-lo ao pet shop com frequência. Dependendo da pelagem, é recomendável que isso seja feito uma vez por semana ou, no máximo, a cada duas semanas.

    Passeios diários

    Embora as raças listadas, entre outras, adaptem-se bem a ambientes fechados e menores, não podemos esquecer que estamos falando de animais. Logo, eles precisam ter contato com ambientes externos, para que não se sintam estressados por passarem tanto tempo presos.

    Além disso, essa é uma boa oportunidade para eles fazerem as necessidades fisiológicas fora de casa. Mas, não se esqueça de sempre levar o saco plástico para recolher as fezes do seu bichinho, hein?

    Como você pode perceber, a ideia de ter um amigo de quatro patas é maravilhosa, pois ele pode ser o seu maior companheiro, e de seus filhos também! No entanto, para quem mora em edifícios, a escolha deve ser bem-feita entre as raças de cachorro para apartamento.

    Para acertar e não ter dores de cabeça, basta levar em consideração as que foram mencionadas acima, assim como as características de cada uma delas. Dessa forma, com certeza, vocês encontrarão o bichinho perfeito para a família e terão, juntos, muitos momentos felizes e inesquecíveis!

    Por falar em cachorros, você deve saber que eles precisam de atenção constante. Mas, será que eles sentem falta do dono? Descubra aqui!

    Quanto esse conteúdo te ajudou?

    Clique em uma estrela para avaliá-lo!

    Classificação média / 5. Contagem de votos:

    Nenhuma avaliação até agora! Seja o primeiro a avaliar este conteúdo.

    Deixe seus dados e logo um corretor entrará em contato

    Deseja receber novidades da Gerencial?

    Deixe seus dados e logo um corretor entrará em contato

    Deseja receber novidades da Gerencial?

    Atendimento por WhatsAppLigue agora: (65) 3615-2525Atendimento por EmailAtendimento Online