• Atendimento Online Atendimento Online!

    Procurar por um imóvel não é uma tarefa fácil, visto que existe muita burocracia, o que atrapalha, em determinados casos, até mesmo a fechar um negócio. Sem contar quando é necessário conseguir um fiador, principalmente para quem não pode ter ajuda de familiares ou amigos por perto para isso.

    Uma tendência dos dias de hoje, que vem crescendo consideravelmente, é a contratação de um seguro fiança, que visa substituir a figura do fiador e garantir ao proprietário do imóvel urbano o recebimento dos aluguéis e encargos vencidos quando não são pagos pelo locatário.

    Esse seguro apresenta suas particularidades e é fundamental para evitar problemas futuros, tanto para quem deseja alugar um imóvel como para quem o aluga. Para você entender melhor sobre esse assunto, preparamos este post para mostrar como funciona essa modalidade de seguro. Continue lendo!

    O que é seguro fiança e como é seu funcionamento

    O seguro fiança é uma modalidade que garante ao proprietário do imóvel o pagamento dos aluguéis e de outros encargos que foram acordados no contrato de locação, caso ocorra a inadimplência por parte do locatário

    Esse tipo de seguro pode ser usado na locação de imóveis residenciais, comerciais e não residenciais, bem como no aluguel de escritórios e consultórios, localizados em área urbana.

    O inquilino fica responsável pela contratação e pelo pagamento da obrigação perante a seguradora. Em contrapartida, o dono do imóvel será o segurado e beneficiário do seguro, ou seja, ele terá o direito de receber a indenização, nos casos em que ela for devida.

    Em relação ao seu funcionamento, será necessário acionar o seguro se houver algum atraso no pagamento do aluguel. Assim, a seguradora paga ao proprietário os valores em aberto, mas realiza uma cobrança ao inquilino pelo custo despendido nesse processo.

    Os tipos de cobertura do seguro fiança

    A cobertura essencial abrangida no seguro fiança é o pagamento do aluguel e multas para o dono do imóvel, se ocorrer inadimplência por parte do inquilino. Apesar disso, outras coberturas adicionais também podem ser contratadas, como pagamento do condomínio, danos ao imóvel, gás canalizado, luz, IPTU, entre outras.

    Essas coberturas a mais precisam ser negociadas entre locador e locatário. Dessa forma, para o locador, é fundamental se recordar de que, solicitando todas as coberturas adicionais, o montante do seguro será ampliado e, por conseguinte, o valor do aluguel também será maior. Isso pode dificultar a contratação na prática.

    No tocante ao locatário, ele deve se informar sobre as prováveis coberturas que o dono do imóvel almeja. Conforme o seu perfil, se ele não tiver filhos pequenos, por exemplo, pode argumentar que não será preciso a garantia para pintura interna.

    Uma cobertura que pode ser afastada é a de multas por rescisão contratual, que ocorre toda vez que o contrato de locação dispuser sobre a saída do locatário antes que o prazo se finde. Nos casos de as contas de gás e luz ficarem com o CPF do locatário, coberturas para esse tipo de risco também não são fundamentais. O que conta mesmo é o bom senso de todos os envolvidos para fechar uma ótima relação contratual.

    Vantagens de contratar esse seguro

    O seguro fiança apresenta ótimas vantagens. Confira algumas delas para proprietários e inquilinos.

    Proprietários

    O seguro fiança tem a grande vantagem de substituir o fiador ou a caução, uma vez que garante ao dono do imóvel o pagamento de alguns valores, como aluguéis e custos de encargos atrasados, antes mesmo que seja decretado o despejo. Veja, agora, alguns outros benefícios para o dono do imóvel:

    • coberturas extras para estragos ao imóvel e pintura interna e externa;
    • garantia do recebimento dos aluguéis atrasados;
    • no caso de o inquilino precisar usar serviços emergenciais, o dono do imóvel pode contar com a qualidade de mão de obra no trabalho feito.

    Inquilinos

    Buscar por um fiador não é uma tarefa simples, principalmente para quem se muda para outra cidade ou não tem parentes e amigos que possam auxiliar nesse caso. A solução para isso é utilizar o seguro fiança. Com ele, fica bem mais fácil alugar uma residência ou um comércio. Veja quais benefícios essa opção traz aos inquilinos:

    • descontos em transportadoras conveniadas para realizar o deslocamento da mudança;
    • viabilidade de parcelar o valor do seguro;
    • a pessoa do fiador é substituída por uma seguradora;
    • é possível desfrutar de consertos emergenciais e instalações gratuitas, que auxiliam na manutenção do imóvel.

    Como contratar esse serviço

    Antes mesmo de saber quais são os modelos de cobertura desse seguro, você deve entender que ele pode ser contratado de duas formas diferentes. A primeira é para quem já conhece um corretor de seguros, pois esse serviço pode ser realizado diretamente com ele. Normalmente, quando há outro seguro contratado, você pode conseguir ótimos descontos e até deixar a análise da ficha cadastral mais rápida.

    A outra maneira é ir atrás do serviço diretamente na imobiliária em que você almeja fazer a locação. Caso não exista o serviço disponível, provavelmente vão indicar a você um corretor ou uma empresa especializada para dar prosseguimento ao contrato.

    O inquilino que deseja contratar o seguro deve apresentar:

    • CPF;
    • RG;
    • comprovante de renda;
    • dados de contrato do imóvel em que morava anteriormente.

    Com foco nessas informações, a seguradora realizará um levantamento e averiguará a ficha do requerente.

    Valores de contratação do seguro fiança

    Muitos têm dúvidas sobre os valores referentes ao seguro fiança. Geralmente, ele costuma custar duas ou três vezes o valor de um mês de locação. No entanto, esse montante não é pago todo no ato de contratação, pois você pode dividi-lo em até 12 parcelas, por exemplo, correspondentes a um ano de contrato. Assim, percebe-se que ele deve ser renovado anualmente por conta de eventuais reajustes.

    Como você pôde perceber, optar por um seguro fiança é bastante vantajoso para quem deseja alugar um imóvel e para proprietários desses bens. Assim, essa modalidade cresce cada vez mais e simplifica todo o processo de aprovação e assinatura do contrato, disponibilizando as melhores garantias contra possíveis problemas que acontecem nos modelos convencionais.

    E aí, gostou deste post? Siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de outros assuntos relevantes. Estamos no Facebook, no Instagram e no Twitter.

    banner-vender-imovel

    Quanto esse conteúdo te ajudou?

    Clique em uma estrela para avaliá-lo!

    Classificação média / 5. Contagem de votos:

    Deixe seus dados e logo um corretor entrará em contato

    Deseja receber novidades da Gerencial?

    Deixe seus dados e logo um corretor entrará em contato

    Deseja receber novidades da Gerencial?

    Atendimento por WhatsAppLigue agora: (65) 3615-2525
    Atendimento por Email
    Atendimento Online