• Atendimento Online Atendimento Online!

    A família cresceu, o estilo de vida mudou e você deseja morar mais perto do trabalho ou simplesmente se desfazer de uma casa ou apartamento para investir o dinheiro em outra coisa. Em determinado ponto é normal pensar: “quero vender meu imóvel”. Mas e então? Por onde começar?

    Certas questões burocráticas precisam ser resolvidas, assim como algumas de ordem prática. É necessário tomar uma série de providências para garantir uma venda rápida e com o preço desejado. Nesse sentido, há passos simples que auxiliam na realização do negócio.

    Se a frase “quero vender meu imóvel” está passando com frequência pela sua cabeça, este artigo é para você. A venda de um apartamento ou de uma casa pode demorar meses, e aqui vamos ensinar truques capazes de agilizar todo o processo. Continue lendo e confira!

    Organizar a documentação necessária

    Para que um imóvel seja vendido, a imobiliária, o banco e o comprador solicitam documentos específicos. Não pode existir nenhuma dívida ou processo, portanto é vital resolver supostas pendências antes de iniciar as tratativas.

    A papelada exigida para a transação envolve:

    • matrícula do imóvel;
    • aumentos de áreas construídas registrados no assento imobiliário;
    • certidão atualizada do imóvel;
    • negativas de débitos de IPTU e condomínio;
    • carteira de Identidade (original e cópia);
    • Cadastro de Pessoa Física (original e cópia);
    • conta de água ou luz.

    Deixar o imóvel em condições

    Se a casa ou apartamento passar por problemas, faça a manutenção o quanto antes. Afinal de contas, isso influencia o preço sob a ótica do comprador. As condições estruturais e físicas também devem estar adequadas, já que o banco envia um engenheiro para vistoria.

    Se houver defeitos na estrutura, o imóvel pode ser rejeitado pela vistoria. O bem precisa ter situação regular para ganhar aprovação, possibilitando o financiamento caso o comprador opte por essa alternativa.

    Fazer reparos e consertos

    Pode ser necessário realizar uma pequena reforma para que o imóvel desperte interesse dos possíveis compradores. Corrija tudo o que puder antes de começar a receber os interessados.

    Nada de torneiras pingando, portas de armários embutidos soltando e calhas entupidas. Há pessoas dispostas a realizar reparos. Outras, porém, podem perder o interesse com um imóvel que aparenta desleixo.

    Em algumas situações, vale até mesmo pintar as paredes para que a casa ou apartamento esteja bem apresentável. Além de valorizar o imóvel, causa boa impressão e motiva o comprador

    Definir o preço

    É primordial determinar um preço realista, de acordo com o mercado imobiliário. Vale a pena pesquisar imóveis semelhantes em seu bairro e verificar o preço praticado, por exemplo. Porém, alguns detalhes podem valorizar o outro bem e depreciar o seu, ou o contrário, já que não são absolutamente iguais.

    Cada local apresenta características distintas, como estado de conservação, iluminação, armários etc. Até mesmo o andar de um apartamento interfere no preço. É importante que você tenha em mente que o fator emocional não deve ser levado em conta na venda de imóveis.

    Por isso, a forma mais eficiente é solicitar a avaliação de um corretor. Ele sabe dizer com exatidão quanto cobrar, colocando na balança o contexto do mercado e as particularidades do imóvel. Ajuste o preço para um valor condizente à média da sua região.

    Uma dica interessante: ao cadastrar sua casa ou apartamento nos sites de venda, insira o preço real. Se incluir 30% do valor e cadastrar assim, esperando dar o desconto ao comprador, você corre o risco de nem ser encontrado.

    Explica-se: sites imobiliários contam com mecanismos de buscas que filtram justamente aquilo que o cliente deseja encontrar. Desta maneira, o preço pedido deve ser o preço praticado. Se for colocar uma margem para negociação, tome cuidado para não exagerar.

    Incluir o imóvel em sites imobiliários

    Uma divulgação bem feita consiste em peça-chave para concretizar a negociação. Atualmente, os melhores locais para isso são os sites imobiliários. Por ali, os compradores têm o primeiro contato com o imóvel que procuram.

    Portais possibilitam que mais informações sejam dadas sobre o ambiente à venda. Dá para incluir uma descrição mais detalhada, acrescentar fotos e até mesmo vídeos. Não economize nos detalhes nem use abreviações, prezando pela clareza e elaborando um texto organizado.

    Para que seu imóvel seja encontrado, é importante criar anúncios de maneira eficaz.

    Selecionar bons profissionais

    Você pode concretizar a venda sem o auxílio de nenhuma corretora, mas o processo tende a demorar mais tempo. Ao incluir sua casa ou apartamento na listagem de corretoras, amplia-se a quantidade de pessoas potencialmente interessadas.

    Os profissionais do mercado imobiliário contam com estratégias avançadas. Isso inclui anúncios em locais específicos e uma carteira de clientes selecionados de modo prévio.

    Procure sempre corretores registrados nos órgãos competentes ou vinculados a imobiliárias inscritas no Conselho Regional de Corretores de Imóveis da região. Pesquise a reputação da imobiliária e questione a respeito das metodologias adotadas.

    Preparar-se para receber

    Feito tudo isso, logo os interessados começam a aparecer e certamente a visitar o imóvel. Para recebê-los, o local deve estar limpo e organizado, bem apresentável para causar o impacto desejado na pessoa.

    Por isso, não deixe roupas e toalhas espalhadas, sujeira pela casa, brinquedos desorganizados etc. Abra as cortinas ou acenda as luzes para que o interessado tenha mais visibilidade dos cômodos.

    Se o local não tem morador no momento, a dica é mantê-lo sempre limpo. É bom fazer uma dedetização para evitar a presença de insetos, por exemplo. No dia da reunião, chegue antes para se certificar que está tudo certo e abra as janelas para ventilação.

    Procure apresentar o máximo possível de organização para que o comprador olhe e sinta vontade de morar ali. Ao visitar, ele deve sair de lá com a certeza (ou quase isso) da compra.

    Conforme observamos ao longo do texto, fica fácil notar a relevância de cada passo no processo de venda de um imóvel, verdade? São dicas objetivas com capacidade de causar grandes impactos, tornando a negociação mais rápida e tranquila. Ponha-as em prática!

    Continua pensando “quero vender meu imóvel”? Caso a resposta seja positiva, baixe o nosso e-book para descobrir Como Vender seu Imóvel Rapidamente!

    banner-guia-como-vender-meu-imovel-rapidamente

    Quanto esse conteúdo te ajudou?

    Clique em uma estrela para avaliá-lo!

    Classificação média / 5. Contagem de votos:

    Deixe seus dados e logo um corretor entrará em contato

    Deseja receber novidades da Gerencial?

    Deixe seus dados e logo um corretor entrará em contato

    Deseja receber novidades da Gerencial?

    Atendimento por WhatsAppLigue agora: (65) 3615-2525
    Atendimento por Email
    Atendimento Online