O blog da Gerencial Construtora tem tudo o que você precisa saber para escolher e comprar o seu imóvel ideal. Encontre aqui as melhores dicas e conteúdos.

  • xpornplease.com pornjk.com porncuze.com porn800.me porn600.me tube300.me tube100.me watchfreepornsex.com

    O planejamento financeiro familiar é uma das principais ferramentas disponíveis para quem deseja alcançar determinados objetivos. Com ele, será possível realizar o controle de acesso de gastos e, assim, programar a aquisição de bens duráveis, tais como um imóvel.

    A maior parte dos problemas financeiros que ocorrem dentro das famílias é decorrente da falta de planejamento. Muitas pessoas sequer têm ideia do quanto é gasto por mês, tampouco sabem para onde seus valores estão sendo direcionados.

    Neste artigo, você receberá um passo a passo de como realizar o planejamento das suas finanças familiares, contribuindo para que consiga alcançar seus objetivos financeiros. Acompanhe!

    Defina objetivos financeiros

    O primeiro passo que você deve executar é determinar quais são os seus objetivos. Quem não sabe onde quer chegar pode ser direcionado para um local que, nem sempre, é o desejado. Em outras palavras, para quem não tem um objetivo definido, qualquer caminho é o correto.

    Fazer isso é deixar nas mãos da sorte o futuro da sua família. Portanto, antes de qualquer coisa, defina o que você pretende ao organizar as finanças familiares. Pode ser fazer uma viagem, comprar um carro ou realizar o grande sonho de adquirir uma nova casa ou apartamento.

    Registre todas as despesas e receitas

    O segundo passo é fazer o registro de todas as despesas e receitas. Por incrível que pareça, a maioria das pessoas sequer sabe quanto é gasto a cada mês com suas necessidades básicas, tampouco aqueles valores pagos com itens supérfluos que, na maioria dos casos, poderiam ser eliminados.

    Isso pode ser facilmente resolvido com um bom registro de todas as despesas que ocorrem dentro da sua casa. Esse controle pode ser realizado de forma bem simples, com uma planilha do Excel, aplicativos gratuitos ou, até mesmo, anotando em um caderno ou agenda.

    As receitas que são obtidas no mês também precisam ser registradas. Assim, você saberá exatamente quanto de recursos entram e saem dentro de um mesmo mês.

    Estabeleça uma divisão de gastos

    Outro passo importante é a divisão de gastos. Todos os membros da família que têm fontes de renda precisam participar das despesas que ocorrem dentro de uma casa. Atribuir toda a responsabilidade financeira para uma única pessoa, além de não ser nada saudável, também prejudica o planejamento financeiro familiar.

    No entanto, essa divisão precisa ser justa. Ou seja, quem recebe ganhos maiores, ficam responsável por uma fatia correspondente nas despesas mensais.

    Elimine gastos desnecessários

    Seguindo com o assunto dos gastos, depois de fazer o registro de todos eles, fatalmente, você encontrará alguns que não poderiam existir ou que podem ser consideravelmente suprimidos.

    Se conseguir identificar esse tipo de situação, não tenha medo de eliminar esses gastos desnecessários, porém, tenha cuidado com um detalhe: não se desfaça de despesas que prejudiquem a qualidade de vida, segurança e saúde da sua família, e isso inclui alguns pagamentos relacionados a lazer e bem estar.

    A eliminação de gastos deve ser em cima de elementos que, efetivamente, são desnecessários e dispensáveis para todos os membros de uma família.

    Negocie dívidas

    Outro ponto importante é a negociação de dívidas. Na maioria dos casos, pode haver cobranças de juros tão altas que comprometem severamente as finanças familiares. A situação piora ainda mais quando esses valores não são pagos, aumentando o montante devido com acumulação de juros e multas. Quanto a esses casos, devem ser avaliados sob duas óticas.

    Primeiro, existem situações em que uma dívida é contraída em momentos de dificuldades. Nesses casos, a pessoa pode ser “penalizada” com altíssimas taxas de juros que, atualmente, sabemos que são totalmente abusivas. Se essa é a sua situação, pode ser interessante procurar uma forma de reduzir esse percentual juntamente ao seu credor ou buscar auxílio especializado, caso não seja possível resolver amigavelmente.

    A segunda situação é com relação às pessoas que têm dívidas vencidas que não estão sendo pagas. Atualmente, os credores têm grande interesse em receber esses valores e, na imensa maioria dos casos, são oferecidas condições de pagamento efetivamente vantajosas, que podem ajudá-lo bastante na hora de quitar seus débitos.

    O mais importante é que você regularize sua situação, principalmente, se tem desejo de adquirir um imóvel financiado no futuro, pois, sua proposta de financiamento pode ser negada, caso exista alguma pendência em seu CPF.

    Poupe e Invista o seu dinheiro

    Ao adotar todas as estratégias que mencionamos ao longo deste artigo, você terá mais recursos sobrando em sua conta. Isso significa que é o momento de pensar em investir todo esse dinheiro. Sendo assim, prefira opções de investimento seguras, porém, que proporcionem bons rendimentos.

    Acredite, não estamos falando da poupança. Atualmente, existem outros títulos com risco semelhante a ela, mas que proporciona rendimentos consideravelmente superiores. Exemplos disso são os Títulos Públicos, Certificados de Depósito Bancário, Letras de Crédito, entre outras.

    Procure o gerente do seu banco e fale com ele sobre esses investimentos. Além disso, o ideal é que você também diversifique e coloque o seu dinheiro em diversos títulos distintos. Além de poder obter vários tipos de rendimentos, você também aumenta ainda mais o grau de segurança de suas aplicações.

    Envolva toda a família no planejamento financeiro

    Por fim, é importante que você entenda que o planejamento financeiro familiar é um processo que deve envolver toda a sua família, até mesmo as crianças podem participar dele. Fazer isso, contribuirá para despertar nos pequenos a semente desse aprendizado, possibilitando que, no futuro, quando tiverem suas respectivas famílias, eles também saibam como aplicar esses conceitos que descrevemos ao longo deste artigo.

    Além de possibilitar a realização de sonhos e objetivos, essas práticas, se adotadas em conjunto com todos membros da família, também contribuirão para torná-los cada vez mais unidos em prol de metas em comum.

    Seguindo todas essas dicas, você terá em mãos tudo o que precisa para realizar um bom planejamento financeiro familiar. Isso permitirá que seja possível planejar a compra de bens, como imóveis, fazer viagens e realizar outros sonhos em família. Além disso, essa estratégia também contribui para unir ainda mais todos os membros.

    Gostou deste artigo? Quer saber um pouco mais sobre esse assunto? Então, faça o download do nosso e-book sobre o planejamento financeiro.

    Banner-blog-gerencial

    Quanto esse conteúdo te ajudou?

    Clique em uma estrela para avaliá-lo!

    Classificação média 5 / 5. Contagem de votos: 1

    Nenhuma avaliação até agora! Seja o primeiro a avaliar este conteúdo.

    Atendimento por WhatsAppLigue agora: (65) 3615-2525Atendimento por Email

    Deixe seus dados e logo um corretor entrará em contato

    Deseja receber novidades da Gerencial?