• Atendimento Online Atendimento Online!

    Saber quais são as taxas de imóvel é essencial para fazer uma boa compra. Muitas pessoas acabam não observando esse tipo de cobrança e, quando elas ocorrem, são pegas de surpresa. Isso pode gerar um sentimento de frustração e até fúria, deixando aquela sensação de ser passado para trás.

    Ocorre que esse tipo de taxa é legal e na imensa maioria dos casos está em contrato. O grande problema é que muitos desconhecem essas cobranças e não dedicam um tempo do seu dia para ler o contrato de compra e venda.

    Neste artigo apresentaremos as 7 principais taxas, os prazos de pagamento e os valores de cada uma delas. Assim, você saberá como se planejar para pagá-las quando for necessário. Continue a leitura!

    Como funcionam as taxas de imóveis?

    Você certamente já deve ter ouvido alguém falar que o Brasil é o país da burocracia, e isso é totalmente verdadeiro. Tudo em nosso país demanda tempo e, principalmente, dinheiro. Os empresários sabem muito bem o que é isso e sofrem diariamente com esse tipo de problema, além da alta carga tributária que são submetidos.

    No entanto, as pessoas físicas também são expostas a cobranças de taxas e tributos em seu dia a dia. E as transações com imóveis não poderiam ser diferentes! A grande questão por trás disso é que, nesses casos, existe uma série de serviços por trás de cada uma das taxas que são pagas pelas pessoas na hora que decidem adquirir um bem.

    Por definição, para ser cobrada uma taxa, é necessário ter um serviço atrelado. Por exemplo, a taxa de juros do financiamento é exigida para o fornecimento do dinheiro necessário para adquirir o bem e assim por diante.

    Qual a importância do planejamento?

    Na hora de comprar ou construir é fundamental que você faça um bom planejamento. Isso certamente já é do seu conhecimento, entretanto, além dos valores cobrados pela empresa que fornecerá o imóvel, também é importante colocar na ponta do lápis todos os custos com taxas que serão necessários ao longo do processo.

    Isso evitará que você seja pego de surpresa e fique frustrado com a necessidade de ter que desembolsar uma quantia que não estava prevista para a aquisição do seu bem. Além disso, o planejamento é necessário para que não ocorra o travamento em algum procedimento durante a aquisição, tendo em vista que, muitos deles podem fazer o processo parar até que seja pago o valor da taxa.

    Quais são as principais taxas de imóveis existentes no Brasil?

    Sendo assim, vamos mostrar para você os principais custos com taxas de imóvel que são cobrados em nosso país atualmente. Acompanhe!

    1. Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI)

    O ITBI é um famoso tributo de competência municipal, ou seja, ele deve ser pago à prefeitura do local onde o imóvel é situado. Geralmente, a contribuição — que pode variar de uma cidade para outra — corresponde, em média, a 2% do valor do bem.

    Quanto ao prazo de pagamento, isso também pode variar muito de acordo com cada município. Alguns estabelecem que o valor deve ser recolhido quando a compra é efetuada, outros, cobram após um período pré-determinado. Sendo assim, é importante consultar a prefeitura da sua região para ter certeza quanto aos valores e o momento que ele é exigido.

    2. Registro e escritura do imóvel

    O registro do imóvel e a sua escritura são realizados pelo Cartório de Registro de Imóveis. Eles são, basicamente, os documentos que comprovam a compra e venda do seu bem e são necessários para que seja realizado o financiamento junto aos bancos e instituições financeiras. O custo desse tipo de serviço, geralmente, é um valor fixado pelo próprio cartório, podendo variar de um para outro.

    4. Taxas de corretagem

    Se você utilizou os serviços de um corretor para fazer a intermediação com o dono anterior do imóvel, será necessário pagar um percentual de corretagem para esse profissional. Geralmente, o valor pode ser de aproximadamente 5% do que foi negociado. Apesar de ser um custo considerável, o corretor tem um papel fundamental na compra de um imóvel.

    Ele é um profissional habilitado e reconhecido que tem registro em seu conselho de classe. Além disso, ele fornecerá a possibilidade de você comprar um imóvel perfeitamente adequado às suas necessidades e a facilidade de selecionar os mais adequados ao seu perfil.

    5. Taxas de juros do financiamento e de administração

    Os imóveis financiados também estarão sujeitos à cobrança de taxas de juros. Afinal, os bancos e instituições financeiras que fazem esse tipo de procedimento cobram um percentual sobre o valor emprestado para a aquisição do bem. A esse montante, damos o nome de taxa de juros.

    Além disso, podem existir algumas taxas de administração cobradas pela própria fornecedora do crédito ou pela administradora do empreendimento ou condomínio.

    6. Taxas de emissão de certidões de regularidade

    Existem também as taxas para a emissão de certidões de regularidade do seu imóvel. O registro no cartório dependerá de alguns documentos, entre eles, esse tipo de certidão. Geralmente, quem faz essa emissão é a prefeitura municipal e ela pode cobrar alguma espécie de taxa para a realização do serviço.

    7. Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU)

    Finalmente, você passou por todas as etapas e conseguiu pagar as taxas exigidas pelos órgãos tributários e cartorários. Agora, basta curtir o seu imóvel novo e desfrutar com tranquilidade de todos os benefícios que ele pode oferecer.

    E, de fato, isso é uma realidade. Entretanto, existirá um pagamento que deve ser feito a cada ano, independentemente se o seu bem é novo ou usado, estamos falando do famigerado IPTU, cobrado pelas prefeituras das cidades brasileiras.

    Cada município tem autonomia para fixar a alíquota que será cobrada e o percentual, geralmente, é aplicado sobre o valor total do imóvel. Com esse dinheiro, a administração municipal pode investir em melhorias em toda a cidade, proporcionando maior qualidade de vida para toda a sociedade.

    Como você pode perceber, são inúmeras as taxas de imóveis, além de outras cobranças que existem no curso da construção ou aquisição. Entretanto, elas são necessárias para manter o seu imóvel devidamente regularizado e, principalmente, não ter problemas maiores no futuro.

    Gostou dessas dicas? Ficou com alguma dúvida ou tem algo para acrescentar a este artigo sobre as taxas de imóvel? Então, deixe um comentário logo abaixo. Sua opinião é muito importante para nós!

    Quanto esse conteúdo te ajudou?

    Clique em uma estrela para avaliá-lo!

    Classificação média / 5. Contagem de votos:

    Deixe seus dados e logo um corretor entrará em contato

    Deseja receber novidades da Gerencial?

    Deixe seus dados e logo um corretor entrará em contato

    Deseja receber novidades da Gerencial?

    Atendimento por WhatsAppLigue agora: (65) 3615-2525
    Atendimento por Email
    Atendimento Online